quarta-feira, 19 de abril de 2017

Evo Morales adverte mundo sobre ameaça de 'holocausto nuclear'


O presidente boliviano, Evo Morales, falou sobre a ameaça que as armas nucleares representam e advertiu o mundo sobre um "holocausto nuclear".

"A humanidade está em perigo da extinção após um holocausto nuclear, o potencial nuclear dos EUA e dos países ocidentais faz de modo perigoso com que o fogo nuclear se aproxime de nós", cita a agência ABI a declaração de Morales.

De acordo com ele, a crise do capitalismo e hegemonia dos EUA geraram novos conflitos, conflitos que ocorrem nas regiões ricas em recursos energéticos. "São eles que definem o funcionamento do sistema capitalista", sublinhou Morales, conhecido por suas posições de esquerda.

O líder da Bolívia frisou que, pela primeira vez na história, o desenvolvimento do capitalismo depende não dos mercados abertos, comércio livre e globalização, mas sim dos territórios capturados e dos países que têm grandes recursos estratégicos.

"A guerra é o sustentáculo do capitalismo, quem apoia o capitalismo, apoia a guerra, ou seja, a filosofia da morte e da destruição, eles fazem nos aproximar da Terceira Guerra Mundial, com consequências imprevisíveis", declarou presidente boliviano.

Sputniknews